Sex, 14/07/17 Sem tornozeleira eletrônica, Geddel é liberado da penitenciária da Papuda

Publicado em 14/07/2017 às 07:34h

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) deixou na noite desta quinta-feira (13) o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. A informação é da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. O peemedebista foi preso no último dia 3, pela Polícia Federal, por suspeita de tentar obstruir as investigações da Operação Cui Bono, que investiga fraudes na liberação de crédito da Caixa Econômica Federal. Geddel foi vice-presidente de Pessoa Jurídica do banco entre 2011 e 2013 e teria autorizado empréstimos irregulares em troca de propina. A autorização para que o ex-ministro deixasse a Papuda foi dada nesta quarta (12) pelo desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Já nesta quinta, o magistrado autorizou que o peemedebista cumprisse prisão domiciliar, mesmo sem a colocação da tornozeleira eletrônica. O Ministério Público Federal chegou a ingressar com um novo pedido de prisão preventiva, mas este foi negado pelo juiz Vallisney Oliveira, também do TRF-1, responsável por decretar a prisão do ex-ministro.


PUBLICIDADE